Interpretação Simultânea: Rompendo Barreiras

Em um mundo onde a informação está ao alcance das mãos de forma global, limitar a informação por barreiras de idioma é passado. Foi-se o tempo em que para ter acesso a um conteúdo ao vivo era necessário ser fluente em inglês ou espanhol. Imagine então você, produtor de um congresso ter um excelente palestrante que só fala polonês, o que fazer? A Interpretação Simultânea é a resposta perfeita para essa questão.

O que é a Interpretação Simultânea?

O serviço se baseia em interpretar o que está sendo proferido em um determinado idioma e repassar isso para outro simultaneamente e, para isso, há uma estrutura preparada para viabilizar o serviço. Essa passa por uma estrutura completa de sonorização, um transmissor de áudio, aparelhos receptores com canais de idiomas pré-definidos e as cabines de interpretes com os seus equipamentos.     

Quando usar a Interpretação Simultânea?

Há diversos momentos em que a interpretação simultânea pode ser solicitada, como eventos em que há um palestrante de outro idioma nativo, quando a língua oficial do evento é diferente da nativa de onde o evento acontece ou até quando se espera parte do público que tenha a sua língua mãe diferente da oficial do evento. Sintetizando, podemos aplicar a interpretação simultânea em qualquer situação em que haja uma diferença de idiomas entre os envolvidos no evento.

Como funciona?

Os interpretes são contratados sempre em duplas, trabalhando em turnos de 20 ou 30 minutos e ficando de stand-by nos turnos do colega, inclusive auxiliando pontualmente na interpretação. Os profissionais então recebem o áudio original diretamente em seus fones de ouvido e repassam o conteúdo para o idioma que fora designado em um microfone, esse novo áudio gerado já no idioma desejado é direcionado para o canal pré-determinado e recebido por todos que assim o escolheram.
De maneira geral o cálculo de quantas cabines serão necessárias, é feita com base do número de idiomas necessários menos um, isso porque sempre haverá um áudio original, que será enviado para o idioma que está sendo falado e outros canais que estão sendo traduzidos, tornando assim a equipe mais enxuta e eficiente.

Meu conteúdo é muito específico, o tradutor tem conhecimento técnico?

Os tradutores sempre estudam previamente o job que eles farão, buscando se inteirar dos termos técnicos. Outra maneira bastante eficiente disso é dando acesso aos trabalhos que serão apresentados à equipe que fará a interpretação. Além disso, por trabalharem em duplas, sempre há um apoio entre os profissionais.De maneira geral o cálculo de quantas cabines serão necessárias, é feita com base do número de idiomas necessários menos um, isso porque sempre haverá um áudio original, que será enviado para o idioma que está sendo falado e outros canais que estão sendo traduzidos, tornando assim a equipe mais enxuta e eficiente.

Tenho um idioma muito específico, vou ter problemas?

Não. Nós sabemos que idiomas como o árabe, mandarim, alemão são mais específicos, portanto, usamos o sistema do relay. Os demais interpretes passam a receber o áudio do português (que virá do interprete escolhido para esse idioma menos usual) e dali ele fará a passagem para a língua que está designado.

Porque se fala interpretação e não tradução simultânea?

Isso se deve porque a tradução é aplicada para algo escrito, como os intérpretes recebem o conteúdo e já repassam isso para outro idioma, convencionou-se que isso é uma interpretação.

Receptores de radiofrequência ou infravermelho?

As duas opções existem e são 100% confiáveis. A diferença é que a tecnologia de infravermelho é algo mais destinado a reuniões que contenham alguma confidencialidade, sendo assim, limita-se o acesso à informação. Já os transmissores via radiofrequência atuam em uma frequência do FM, no entanto é diferente da comercial, portanto fique tranquilo, o áudio do seu evento não será captado pelos veículos ou rádios convencionais.

A Hoffmann é uma das pioneiras no serviço de interpretação simultânea no Brasil, já atendemos milhares de eventos de todos os tipos e tamanhos, como por exemplo um evento com 15.000 receptores e 8 cabines num mesmo espaço no Pavilhão de Exposições do Anhembi, assim como na Rio+20 com mais de 10.000 receptores e quase 100 cabines em várias salas do Riocentro. Além da experiência comprovada com eventos, também temos o maior parque de rádios receptores das Américas, com mais de vinte mil aparelhos. Nossas cabines seguem as normas ISO 4043, que garante isolamento acústico total. 

Conte conosco para a interpretação simultânea de seu evento. Esse serviço também se destina aos eventos híbridos ou remotos, com os tradutores podendo estar in loco ou remotamente, de acordo com os objetivos do contratante. 

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Open chat